Filhos: levar ou não levar, eis a questão

lisboaA maioria das nossas viagens são feitas em família. Nossas filhas são nossas companheiras de bordo desde sempre, e vou confessar: amo viajar assim, nós todos juntinhos. Claro que há viagens muito legais para se fazer a dois e eu e o esposo às vezes fazemos, mas não vejo inconveniente nenhum em fazer viagens com as crianças à tiracolo também. Tanto é assim, que este blog é de toda a família e todos deixam suas impressões por aqui. Bem, mas viajar com filhos dá trabalho? É cansativo? Respondo: viajar por si só dá trabalho; os filhos muitas vezes dão trabalho; ficar em casa dá trabalho; viver dá trabalho! Viajar é uma arte e traz muito prazer, porém, é bem cansativo programar. Mas não por isso vamos deixar de fazer. E embora dê trabalho, penso que os ganhos, tanto por se viajar, quanto por levar os filhos, valem muito a pena e superam as dificuldades.

Na nossa primeira viagem mais longa, que você pode conferir aqui, nossa filha mais velha estava com quatro anos e foi conosco nessa aventura de carro de mais de mil quilômetros. A mais nova, como nasceu em um momento em que viajávamos mais, fez sua primeira com dois meses (para Gramado, no RS), a segunda, mais longa, com três meses, de carro, para Foz do Iguaçu, numa viagem de aproximadamente 13 horas, e a primeira de avião com três anos, para a Argentina.

Algumas pessoas achavam que eu era louca em viajar com um bebê por aí. Louca seria se não viajasse! E vou te contar: há mais praticidade em se viajar com um bebê do que você pensa, mas darei mais detalhes e dicas de como viajar com os filhos em um próximo post, aguarde… [continue lendo]

Anúncios